03JAN

Inadimplência no comércio de Lajeado sobe mais de 3% em um ano

Apesar de uma leve queda em relação a dezembro, o índice de inadimplência no comércio de Lajeado iniciou 2020 com um acréscimo de mais de 3% em comparação ao registrado nos primeiros dias do ano passado. Enquanto em 04 de janeiro de 2019 o indicador contabilizava 22,6%, menor número dos últimos 12 meses, nesta sexta-feira (03) o índice apontou 25,9%, ou seja, dos 60.572 CPF’s de pessoas maiores de 18 anos ativos na Receita Federal do município, 15.715 estavam com alguma restrição no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC).

Neste período, o perfil dos devedores teve pouca alteração. A maioria continua sendo homens (51,4%) com renda entre um e dois salários mínimos (56,5%). A diferença se observa na faixa etária, que há um ano atrás prevalecia na casa dos 25 a 29 anos (14,6%) e hoje concentra-se entre 30 e 34 anos (16,8%).

No Estado o aumento foi menor, subindo de 29,4% em janeiro de 2019 para 31,4% no início deste ano. O perfil dos inadimplentes gaúchos segue o mesmo, sendo a maioria do sexo feminino (50,6%) na faixa dos 35 a 39 anos (13,8%) que recebe entre um e dois salários mínimos (53,6%).  Tanto os dados municipais quanto os estaduais foram obtidos pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Lajeado em consulta ao banco de dados da Boa Vista Serviços.

Mais notícias